Bloodborne e a construção do seu universo

| Introdução

Bloodborne, um dos jogos exclusivos mais conhecidos do Playstation 4 (que, por sinal, foi uma boa jogada de marketing), é um RPG de ação da FromSoftware, a mesma desenvolvedora da aclamada série Dark Souls. Lançado mundialmente em março de 2015, o jogo tem uma proposta bastante similar a Dark Souls, onde o nível de dificuldade é considerado bastante elevado, cada decisão que o jogador toma pode influenciar totalmente na sua vitória, ou até mesmo na sua derrota. Para a época de lançamento, o jogo possui detalhes tão diferentes de Dark Souls, que é uma série voltada a uma temática mais medieval, enquanto em Bloodborne podemos ver algo voltado ao gótico, ao Lovecraft e uma época vitoriana, e isso acaba mudando totalmente o que o jogo quer passar.

 

Pode se perceber no vídeo a mudança drástica de temática para algo mais obscuro, além da gameplay mais rápida e que cada decisão tomada pelo jogador no combate, influencia seus movimentos, já que os inimigos são muito rápidos.

| Um tom mais escuro

Como podemos perceber vendo as imagens, Bloodborne se passa em um universo com uma proposta muito mais dark do que Dark Souls, e a todo instante notamos o quanto que este mundo é algo mais sombrio. O jogo se apresenta, no início, com um tom mais obscuro, mas a cada monstro, a cada cenário e a cada chefão que você enfrenta, você começa a perceber que este mundo é um lugar muito pior do que aparenta ser e isso é mostrado pelo status do seu olho, logo abaixo da sua quantidade de Ecos de Sangue adquirido dos monstros e itens.

Esse status, chamado Insight, ou percepção, é basicamente algo para te mostrar a realidade do jogo. Quanto mais alto o seu nível de “visão”, mais sombrio o jogo se tornará. Isso traz um detalhe que é algo muito real, onde você descobre que quanto mais você vê a verdade da vida, mais ela parece ser algo sombrio e obscuro. A proposta de Bloodborne se mostra ser o completo oposto da proposta de Dark Souls, pois em Dark Souls, você tem um sentimento de conquista, você tem um sentimento de vitória após concluir as várias localizações que o mundo te passa, sempre trazendo estruturas belíssimas, locais onde você tem uma paz de espírito maior, enquanto que em Bloodborne você nunca terá essa sensação, você sempre sentirá que tudo na sua volta é algo maligno, pois o jogo te faz ver as coisas assim.

 

adssvwsfbaxcrucjolv9 - Bloodborne e a construção do seu universo
 

|As mecânicas de Bloodborne são iguais as de Dark Souls?

Vamos analisar algumas delas: O combate possui o mesmo sistema básico, temos uma barra de vida, stamina, poções de vida. No geral, ela parece bastante similar ao sistema de Dark Souls, mas quando vamos ver na prática, podemos perceber que é totalmente diferente.

Vamos começar com a barra de vida. Em Bloodborne, após você ser atacado, o inimigo irá retirar uma parte do seu HP, mas irá aparecer uma barra mostrando que se você atacar o inimigo rápido o suficiente, você pode recuperar quase todo o HP perdido! Isso traz uma mudança enorme na gameplay, pois em Dark Souls, quando você é atacado, você tenta ao máximo fazer com que você tenha um tempo de respiro para se curar e voltar ao combate, mas em Bloodborne isso não funciona, você é incentivado a ir para cima e contra-atacar, pois o combate é mais frenético!

Em Bloodborne podemos perceber que a barra de stamina também acaba funcionando diferente de Dark Souls, pois os ataques do personagem são mais rápidos e consomem menos stamina, fazendo com que você tenha que escolher movimentos precisos no combate. Não é só o jogador que é mais rápido, os seus inimigos também são, e eles agem de uma forma muito diferente da encontrada em Dark Souls.

Além disso, em Bloodborne, o sistema de Parry se torna algo mais relevante pelo fato de você ter uma arma, fazendo com que você possa lutar tanto de longe quanto de perto. Em Dark Souls já existiam itens que você pudesse lançar no inimigo, mas nesse caso de Bloodborne a arma tem uma função muito importante, onde até mesmo grandes chefões podem levar Parry, mostrando que as decisões nesse jogo tem um risco e recompensa muito maior do que na outra série.aokcsspzrqyaaoug7jnn - Bloodborne e a construção do seu universo

|Conclusões

Para finalizar, não quis colocar tantos detalhes diretos da história, pois pode acabar com a graça de jogar essa obra. Muitas pessoas ainda não entendem tão bem a história do jogo, mas se você tirar um tempo para juntar as peças, vai perceber que ele tem uma proposta de mostrar que o mundo é um local muito pior do que imaginamos e isso é passado pelas mecânicas do jogo, seu level design e game design como um todo, mas só jogando mesmo para saber!

 

 

Comentários