Análise de Just Dance 2021

 

| Introdução

Just Dance 2021 é o mais novo game da franquia de dança mais famosa e antiga da atualidade. Desenvolvido e publicada pela Ubisoft, foi lançado no dia 12 de novembro para Playstation 4 e 5, Xbox Series X|S e Xbox One, Nintendo Switch e Google Stadia. Este marca também o primeiro ano que Just Dance não tem uma versão para Wii. Desde 2009, o console da Nintendo recebia uma versão, mas 2020 foi a última. Testamos a versão de Switch para este review.

 


 

| Baila baila comigo

A jogabilidade do Just Dance 2021 segue a fórmula já testada e confirmada das versões anteriores. Para a versão de Switch, você usara um joy-con para imitar os movimentos do dançarino na tela, que fará uma coreografia para cada música, e quanto melhor você realizar a dança, mais alta sua pontuação. Na prática você só precisa balançar a mão para fazer altas pontuações, mas aí não teria graça né? Mesmo que a precisão no movimento dos pés não seja exigida pelo jogo, serve como desafio pessoal fazer a coreografia perfeitamente para se sentir o mestre dançarino.

Boa parte do apelo do Just Dance vem da sua apresentação visual. Os dançarinos na tela estão sempre vestidos a carater para a temática proposta para a música, que pode ter ligação com o que a música diz, ou ser algo completamente viajado. De fundo, sempre temos algum vídeo com cenários e situações ocorrendo de fundo. Estes fundos geralmente são divertidos de se assistir, mesmo que isso seja difícil de se fazer durante as danças, mas são um bom complemento para dar um clima de diversão para a jogatina.

Sendo um jogo musical, sua seleção de músicas é importantíssima, e a seleção desse ano tem escolhas interessantes. Todo ano, Just Dance adiciona uma lista razoavelmente variada de estilos musicais. Temos desde as canções Pop que estão tocando nas rádios atualmente, até clássicos de décadas passadas. Eles também fazem um bom trabalho escolhendo músicas de outras línguas que não a inglesa. Temos uma boa seleção de músicas em espanhol, mas de vez em quando vemos uma música indiana, russa ou brasileira no meio.

No caso do Brasil, é até tradição ter pelo menos uma música nova em cada ano. Em 2019 tivemos “Bum Bum Tam Tam” e em 2020 foi “Só Depois do Carnaval”, ambas do gênero Funk. Agora em 2021 a música escolhida é a “Samba de Janeiro”, que não é um samba, ao contrário do que o nome possa te levar a crer, mas uma música eletrônica brasileira dos anos 90.
 

Além de Samba de Janeiro, temos mais de 40 adições à biblioteca de músicas de Just Dance, algumas me causaram bastante surpresa, e um pouco de animação para ver as coreografias, e também as criativas fantasias e vídeos de fundo que acompanharão essas músicas. Dentre elas estão a “Without Me” do Eminem, uma música extremamente divertida de se ouvir e de se dançar. No ponto oposto do espectro está “You got a Friend in Me” (Amigo Estou Aqui) do Toy Story, que é bem gostosinha de se dançar, mas a nostalgia é que causa ela ser especial. Agora a que mais me chamou a atenção é uma chamada “Kulikitaka”, pouco conhecida pelo seu nome, mas muito famosa a partir de memes. Sua coreografia é bem divertida e a estética é tão a cara da internet, com vários gatos aparecendo, que é difícil não se divertir com ela.
 

Tanto esta música do gato, quanto a do Toy Story, estão presentes em um modo de jogo separado, voltado especialmente para o público infantil, o Kids Mode. Este modo contém uma seleção de 10 músicas com coreografias mais simples e dançarinos geralmente fantasiados de algum personagem.

 

| Muitas opções

Além da lista de músicas que vem na versão 2021, existe a opção de assinar o plano Just Dance Unlimited, que custa cerca de R$90 por ano e te dá acesso a todas as músicas já lançadas para a série, o que dá mais de 500 músicas. Pode ser visto como uma DLC única que é relançada todo ano. Assinar essas músicas também te dá acesso a outra funcionalidade do jogo, que é a de participar de eventos de dança, onde o jogo seleciona uma lista com várias músicas, e essa lista é compartilhada com todos os jogadores que competirão por pontos. Também temos uma seleção de diversas listas temáticas que vão sendo mudadas com o tempo. Você também tem a opção de criar e salvar listas personalizadas.
 

 
Se você é daqueles que quer usar o jogo como uma forma de se exercitar, o jogo também apresenta um “Sweat Mode” que irá contar quantas calorias você já gastou dançando. Aliar isso às listas personalizadas pode ser uma boa forma de perder uns quilinhos, já que estará fazendo um exercício divertido.

Apesar de ser uma nova versão, a interface e opções de Just Dance 2021 estão basicamente iguais às presentes nas versões de 2019 e 2020, sendo difícil diferenciá-las. Tirando as músicas novas, JD 2021 não apresenta nada de novo, o que pode ser bom ou ruim dependendo de sua visão. Ruim, pois é vendido como um jogo novo, não uma atualização de um antigo, mas pode ser bom se você só quer dançar novas músicas sem ter que aprender novos menus.
 

Resumindo
  • Jogabilidade
  • Arte
  • Música
  • Inovação
4.3

Conclusão

Just Dance 2021 repete a fórmula de sucesso da série, trazendo músicas com coreografias e apresentações divertidas, e várias listas temáticas para dançar, mas não traz nada de realmente novo em relação aos anos anteriores, sendo mais uma atualização do que um jogo novo.

Comentários